Translate - Tradução

Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish

SEGUIDORES

Não perca o próximo artigo

Pesquisar Neste Blog

terça-feira, 19 de agosto de 2014

O que eu descobri visitando Cuba?

Falar do modo como os cubanos vivem é falar de RESTRIÇÕES!!!

Restrições

A minha primeira restrição foi logo no aeroporto com a sandes que trouxe do avião (ainda embalada) que, por questões de “saúde pública” foi “embargada” porque tinha “mortadela”.

Quase todos os cubanos contam (mas numa forma de desabafo que não é lamechas) as mesmas histórias, embora sejam proibidos disso. O primeiro ponto é esse, os cubanos não têm quase liberdade, apenas para fumar em qualquer lugar!!
Para se ausentarem mais do que uma semana de casa (até mesmo para visitarem familiares) precisam informar o governo.

Os Cubanos não podem falar mal do governo e se a polícia os apanhar, podem ir para a cadeia.
Os cubanos não podem receber amigos na sua casa nem ir buscar ao aeroporto.

Os Cubanos não podem conviver, naturalmente, com os turistas. Mesmo que seja um amigo, este só nos pode ir buscar ao aeroporto e só podemos ficar hospedados em casa dele, se ele tiver uma autorização especial para nos receber que depende, no caso da casa, das condições.

Em certas zonas de Havana, é normal vermos que eles andam com um crachá que os identifica e identifica o sítio onde trabalham. Isto porque se eles não estiverem registados como trabalhadores podem ser presos por assediar turistas.
Para um Cubano sair do país são precisos muitos papeis e muito dinheiro, até mesmo os médicos conceituados têm um “regime de obrigatoriedade” de regresso ao país.





Segurança

Admito que tive algum receio inicial de me lançar para um país onde impera uma “ditadura disfarçada” assim, sem a garantia e segurança de uma agência de viagem ou de um Tudo Incluído. Mas hoje, sinto que foi a melhor coisa que fiz e que me permitiu gerir o tempo há minha maneira, conviver mais com cubanos (e não com os colegas portugueses / europeus dos grupos de excursões) e também poupar bastante dinheiro.

Havana foi das capitais onde me senti mais segura. Há policias por todo o lado, por todas as esquinas e o turista é quase um ser intocável.
Agredir um turista dá 15 anos de prisão.

Nesta altura que fui havia a restrição ao consumo de carne de vaca, apenas os turistas a podiam comprar nos mercados, mas esta também era vendida no mercado negro, claro está, a preço de ouro!!Levamos os cubanos da casa onde ficamos a dormir em Santiago de Cuba a jantar fora e adivinhem o que pediram para comer: Vaca!! :)


É proibido matar uma vaca – 15 anos de prisão.


Os Cubanos não podem andar na rua com um saquinho de compras sem ter o talão da mesmas e, só podem gastar determinada quantia no supermercado.
Não se pode aceder livremente à Internet, a maioria dos sites estão bloqueados e os e-mails passam pela “inspecção”.

Os Cubanos não têm acesso à Internet, da mesma forma que um turista pode comprar um cartão e aceder. Os seus e-mails são cedidos, têm pouca capacidade (nem o anexo de 1 foto conseguimos enviar), as suas contas passam por uma inspecção e a maioria dos sites estão bloqueados.
O correio que entra e circula em Cuba é revistado.




Transportes
Os transportes públicos são carroças puxadas por cavalos (levam cerca de 8 pessoas) ou homens que pedalam bicicletas táxis.

Automóveis – Mesmo que tenha dinheiro (coofff coofff), o Cubano não pode comprar um carro quando quer e aquele que quer. Primeiro pede autorização, tem que ter idade e dinheiro, depois espera algum tempo (sim, pode ser anos) e depois é que recebe o “velhinho”, que passa depois de geração em geração. São estas  raridade que se passeiam nas ruas antigas, marcam o espectáculo de beleza inigualável aos turistas que vão a Havana e se deliciam a ver e a fotografar este desfile de automóveis antigos.


Meios de comunicação

Os jornais, televisão e outros meios de comunicação social são controlados pelo Governo.
Nas estradas há  outdoors com mensagens de força, apreço e orgulho no povo e na revolução, assente nos ideais do socialismo (a maioria vem dos discursos de Fidel).


Habitação
Cuba, é o país dos pseudo “duplex” num só andar.

Em Cuba não sem-abrigos. Todas as pessoas têm direito a um espaço, embora para algumas esse espaço seja mesmo, um espacinho e para outras, um espacinho de um andar ainda dividido!Isto é, o r/c das casas tem pés direitos altos, com o crescer da família, fazem um pseudo “duplex”, num único andar, com direito a mini janela e, em alguns casos, mini varanda. Em certos casos, quando a família aumenta, as casas aumentam fazendo obras no 2º andar, mas com a falta de dinheiro, um saco de cimento pode custar 2 meses de ordenado.
Os cubanos não podem comprar casa – só permutas e com autorização do governo.
As casas estão cheias de grades, não devido à criminalidade (porque é relativamente baixa), mas por uma questão de decoração exterior.
Os Cubanos têm as portas e janelas abertas pois gostam que as pessoas que passam olhem para dentro das suas casas, pois têm orgulho nelas.


Conheça cuba em fotos aqui
O Paraíso dos socialistas CUBA PARTE II

http://midiadeofertas.blogspot.com.br/2012/11/o-paraiso-dos-socialista-cuba-parte-ii.html




Dinheiro
Em Cuba, há duas moedas: uma para os turistas (Peso turístico – CUC) e uma para os cubanos (Peso Cubano – CUP)  (1 CUC = 24 CUP = 0,8 euros/ salário médio +- 15 CUC). Os turistas só podem pagar em CUC, mas os Cubanos precisam usar as duas moedas, pois há coisas que só se vendem mesmo em CUC, o que, economicamente se torna difícil para eles.

Durante um passeio, o taxista desabafou que o filho mais novo fazia anos e gostaria de lhe comprar uma prenda, mas os brinquedos são vendidos em CUC e custam cerca de 15 CUC… uma simples prenda para o filho custa o salário de um mês!!! Inacreditável… fiquei sem palavras…

Num bar, uma bebida custa entre 1,5 a 3 CUC (o cocktail Daiquiri custa 4 CUC), a médica que saiu connosco ganha 12 CUC de salário, logo por mais musicalidade que o país tenha, os cubanos não se podem dar ao luxo de sair e conviver. O que vale é que (ainda) há alguns sítios de noite onde os cubanos podem ir e divertir-se, mas os turistas…  não!

Claro que assim de repente, os salários são baixos, mas nem tudo são restrições, também há aspectos bem positivos : saúde e ensino totalmente grátis, todos têm alimentos grátis, não há cubanos sem abrigo e os níveis de criminalidade são dos mais baixos do mundo.
Na altura da “expulsão” dos americanos, Fidel Castro aproveitou os seus palacetes para criar escolas, centros de saúde e museus e foi para estes que levou todos os objectos de valor que foram encontrados (móveis, jóias, vestuário).


Ensino

O ensino é obrigatório para todos e é valorizado e todo o material e dado pelo Governo, sendo que os livros são entregues no final, para no ano seguinte serem aproveitados por outros!!

Embora o acesso à informação seja muito limitado, a maioria dos cubanos tem cultura geral, tem um curso superior e “sede” de informação, pelo que as algumas conversas que tive, era um misto de “Como é aqui?” / “Como é lá?” e não sei bem qual dos dois ficava mais espantado com a realidade que o outro estava a descrever.

Em algumas escolas onde não há professor, quem ensina os alunos mais pequenos são mesmo os alunos de anos mais avançados. Através da cor da farda do estudante, sabemos qual o ano em que este está e, nos mais velhos, qual o curso.
A  taxa de médicos é das mais altas do mundo.
Os taxistas costumam ser licenciados, muitos deles são médicos (e que ganham mais como taxistas).


QUER VER UM POUCO DE DA VERDADEIRA CUBA EM FOTOS CLIQUE AQUI.
O Paraíso dos socialistas.

http://midiadeofertas.blogspot.com.br/2012/11/o-paraiso-dos-socialista.html

Alimentação

Embora os cubanos não digam, mas são os turistas que asseguram parte da sua economia, nos preciosos CUCs que vão deixando de gorjeta aqui ou ali. Uma empregada de hotel que ganha cerca de 8 CUC, ao encantar os turistas com as suas preciosas esculturas de toalhas e os seus recadinhos no quarto, ganha destes muito mais do que o valor do seu salário.

Todas as pessoas têm direito a uma certa quantidade de bens alimentares e de higiene, tudo o que comprar no mercadinho fica registado. Cada agregado tem um pequeno livrinho (do tamanho de um passaporte) onde o sr. do mercado aponta os bens que estes vão tendo direito. Por exemplo, têm direito a ter um pacote de arroz de 3 / 3 meses, uma pessoa com problemas de saúde, pode receber mais do que um pacote de leite por dia, as crianças recebem iogurtes. Em Cuba absolutamente nada se desperdiça!!
Um dos lemas : “Consome solamente lo que necessitas”.
Os cubanos têm um livro onde estão registadas todas as suas compras no supermercado.
Os americanos não entram em Cuba, bem como alguns produtos americanos (CocaCola = Tukola) logo é dos poucos países que escapou às cadeias McDonalds, PizzaHut, etc.

Quando Fidel conquistou o poder e ambicionou a igualdade para todos, foi ao seu pai quem confiscou as primeiras terras e distribui pelos camponeses que nelas trabalhavam.


FONTE: CONVERSANDO COM CUBANOS

Nenhum comentário:

ONDE O ANARCO CAPITALISMO FUNCIONOU?

TESTE SUA VELOCIDADE