Translate - Tradução

Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish

SEGUIDORES

Não perca o próximo artigo

Pesquisar Neste Blog

quinta-feira, 21 de abril de 2011

Minha Favela Minha Vida.




Minha Favela Minha Vida.


BELO HORIZONTE - Depois de ser inaugurado com pompa e circunstância, em fevereiro de 2010, pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva e pela então ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, que àquela altura já era a candidata extraoficial à Presidência da República, o conjunto de casas do Programa Minha Casa Minha Vida em Governador Valadares, Minas Gerais, transformou-se em síntese do descaso e do desperdício de dinheiro público.



O condomínio de 96 casas ficou quase sete meses com mais da metade das habitações desocupadas, apesar da numerosa lista de candidatos a moradores em poder da prefeitura da cidade. Portas e janelas foram arrombadas, paredes acabaram pichadas e a fiação foi roubada.

Para posar para fotos e celebrar a inauguração do conjunto, Lula e Dilma escolheram uma casinha vermelha. Lá já estava a nova moradora, a dona de casa Luciene Pereira, de 46 anos.

A dupla visitou os cômodos e ainda prometeu bancar melhorias na casa, como a colocação de cerâmica no piso e um muro. Meses depois, parte das melhorias foram realizadas, mas em vão. Isso porque a casa modelo é uma das que correm o risco de desabar.

“Eles colocaram um moço pra fazer o piso aqui de casa, mas ele não era adestrado pra fazer aquilo e parou o serviço”, conta a dona de casa Edma Fernandes, de 35 anos, que dorme em um quarto com chão dividido: metade com piso de cerâmica, metade de cimento. Ela mora a poucos metros de Luciene, que assiste a vândalos destruindo as casas vazias e lamenta nada poder fazer. “O pessoal está destruindo porque demoram pra trazer gente. É um caos total”, afirma. “As casas tudo aí com porta aberta, não tem ninguém. Isso virou foi banguela, isso está pior do que a Coreia”, completa Vicente.


Descompasso


Procurada, a assessoria da prefeita Elisa Costa (PT) indicou o secretário de Obras, César Coelho de Oliveira, e uma das gestoras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) na cidade, Flaviana Tavares, para explicar porque mais da metade das casas estão vazias.
O secretário diz que o trabalho social com as famílias que ocuparão as casas é demorado, por isso houve um “descompasso no cronograma de ocupação”.
Ele reconhece que desde junho de 2009 já havia previsão de entrega da obra para fevereiro deste ano, mas diz que “este não é um processo que se faz da noite para o dia”.




TAGS:"keywords"content=" Minha Favela Minha Vida, Minha Favela Minha Vida, Minha Favela Minha Vida, Minha Favela Minha Vida, Minha Favela Minha Vida, Minha Favela Minha Vida, Minha Favela Minha Vida, Minha Favela Minha Vida, Minha Favela Minha Vida, Minha Favela Minha Vida, Minha Favela Minha Vida, Minha Favela Minha Vida, Minha Favela Minha Vida, Minha Favela Minha Vida, Minha Favela Minha Vida, Minha Favela Minha Vida, Minha Favela Minha Vida, Minha Favela Minha Vida

Um comentário:

Rosangela disse...

Você acha que moradia é atribuição do governo? Não acho não....Quem casa quer casa...Quem quer constituir família casa e tem filhos. Mas não é o que acontece com grande parte do povo brasileiro...Primeiro se juntam na casa dos pais...para depois procurar uma moradia. Primeiro engravidam, pra depois ficarem juntos ou ao contrário, terminarem a relação. O povo quer moradia barata e não tem nem móveis pra colocar dentro...nem comida pra colocar na geladeira. Mas não dispensam um tênis de marca...Gastam o que não têm pra sair num desfile de escola de samba e ficam o ano inteiro pagando a fantasia de carnaval...Que circulo vicioso...onde começou tudo? O povo tem o governo que merece? ou o governo tem o povo que merece?
Agora! Sei que me pesa no bolso e tenho que trabalhar muito pra pagar meus impostos, como empresária....Não estou contente com o governo em relação aos impostos e às altas taxas de juros ...mas sei que ele está contente comigo porque cumpro minhas obrigações cívicas e digo que vou até mais além contribuindo com o tipo de trabalho que optei (não estimulando a violência, drogas, sexolatria e consumismo exagerado...entre outros).
Pois até mesmo o trabalho que escolhemos para nosso sustento tem influência sobre o meio. Um dia, ao entrar numa casa de jogos de azar (bingo e caça níqueis)- para usar o banheiro rsrsrsr, ao me deparar com uma funcionária grávida no meio da ala dos fumantes lhe perguntei se ela não conseguiria um trabalho mais digno enquanto esperava seu bebê. Ela me respondeu da seguinte maneira: "Mas o meu trabalho é digno...eles me pagam muito bem aqui". Como eu não me contento ficar quieta com tamanha insensatez lhe respondi: Pena que vc não sabe nem o que é dignidade, pois se soubesse não exporia seu bebê a este ambiente de vícios mesmo antes de nascer, ainda mais com tanta gente fumando em ambiente fechado.
O povo brasileiro sabe o que é dignidade? Ele quer isto? Certo que pessoas como quem posta artigos como estes estão preocupados com o povo. Eu gostaria de saber de ações que o governo acerta também... Tá certo que ele tem obrigação de acertar....E nós temos obrigação moral de reconhecer...o que faríamos no lugar dos políticos? Todo governo tem suas más e boas investidas. Esta mesma casa de jogos foi fechada meses depois da minha visita, juntamente com muitas outras casas dentro do governo Lula, em 2007.

ONDE O ANARCO CAPITALISMO FUNCIONOU?

TESTE SUA VELOCIDADE