Translate - Tradução

Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish

SEGUIDORES

Não perca o próximo artigo

Pesquisar Neste Blog

terça-feira, 5 de abril de 2016

Vamos reduzir a violência com flores?



Depois de vários casos de furtos roubos e um assassinato no bairro Tristeza a comunidades cansada da violência decidiu sair em passeata.  


Em resposta a  uma tragédia, um assassinato, e que movimentou pais, mães, filhos, filhas, vizinhos, amigos e familiares em busca de um prol comum: segurança.


Contaminados pelo politicamente correto a comunidade não foi protestar contra o real culpado do aumento da criminalidade que é o ESTATUTO DO DESARMAMENTO.

Não, a população saiu às ruas para pedir mais do mesmo, que não vem dando certo. Pediu mais estado, mais segurança, mesmo que logo após o término da mesma,  um rapaz tenha  sido assaltado no local. 

Ou seja, provando que não se reduz violência com passeatas de roupa branca e pombas da paz.


Não se combate tiros de verdade com flores, não se combate a criminalidade com cartaz escrito PAZ! 


O mundo real não comporta ideologias, exige ações.

É muito bonita sua teoria de caminhadas vestindo branco, com balões e discursos inflamados o que precisamos e combater esse visão boboca  que costumam abraçar bandeiras cor-de-rosa como o pacifismo, pois o pacifismo é uma fuga da realidade.


A realidade é que sempre existirão pessoas mal-intencionadas que utilizarão armas para realizar maldades como roubar, matar etc.

Não faz sentido entregar o seu direito de defesa ao estado, pois é impossível a policia estar presente em todos os locais, além de ser um perigo conceder o monopólio das armas ao estado.   


O ESTATUTO DO DESARMAMENTO só atinge o cidadão que respeita as leis, portanto não afetará os bandidos: Bandidos não compram armas em lojas.

Quantas pessoas ainda vão ter que morrer para você ter coragem de enfrentar a realidade?

O Brasil não tem um "problema" de armas: O Brasil é um país desarmado. O cidadão honesto sempre teve dificuldades legais e econômicas impostas pelo Estado para adquirir armas.

Quando mais ciente o marginal tiver, que não vai ter uma resposta armada a situação ainda vai ficar muito pior, com invasões de casas, apartamentos arrastões e tudo mais que você só via em filmes futuristas.

Faça um favor para a segurança da sua família, procure um clube de tiro. 

Francisco Amado
Editor da Revista Calibre 


Nenhum comentário:

ONDE O ANARCO CAPITALISMO FUNCIONOU?

TESTE SUA VELOCIDADE