Translate - Tradução

Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish

SEGUIDORES

Não perca o próximo artigo

Pesquisar Neste Blog

sexta-feira, 22 de maio de 2015

As Falácias dos Desarmamentistas.

Os desarmamentista gostam de propagar mentiras afirmando que o Estatuto do Desarmamento, apresentou avanço na redução de homicídios no Brasil quando na verdade a realidade é outra.

São estatísticas sem fundamentos baseado em números fantasiosos onde criaram um slogan, que “o estatuto evitou mais de 120 mil mortes”. A verdade nua e crua é que a única coisa provada e comprovada estatisticamente, com mais de 50 mil homicídios, são os 10 anos de opressão e fracasso do estatuto.  

O que diz o Mapa da Violência?
Homicídios Dolosos contra Mulheres 1980 -2010
2003 = 3.937 -- Mais de três mil mortes
2010 = 4.465 -- Mais de quatro mil mortes
Aumentou + 528
Com arma de fogo 49%  Outras armas 50,8%

Mas a cereja do bolo da mentira é a seguinte:
Em 15 anos, quase 130 mil homicídios não foram contabilizados no país 
FONTE AQUI

A chance de alguém ser assassinado no Brasil é 25 vezes maior do que alguém no Reino Unido.  Isso segundo o Instituto Igarapé  [CLIQUE NA IMAGEM]


Agora vamos a outra mentira propagada pelos que são contra viver em uma sociedade civilizada.
A maioria dos homicídios é causada por rixas, brigas de vizinhos etc. Pois, veja a própria Carolina Ricardo [ analista sênior do Instituto Sou da Paz] Responde.

1) Quais as principais causas das elevadas taxas de homicídios brasileiras?
Essa é sempre uma pergunta complexa de se responder. Especialmente porque, no Brasil, as taxas de esclarecimento de crimes são baixíssimas. O que significa que se os homicídios não são esclarecidos, fica difícil conhecer a correta autoria e as motivações

Ou seja ela mesmo admite que as taxas de esclarecimentos são baixas, e mesmo assim usa a desonestidade intelectual para propagar mentiras. 
Mas, gostaria de fazer uma pergunta ao leitor. Você não acha estranho que as mesmas pessoas que defendem o desarmamento, são as que defendem com muito amor a liberação das drogas e não querem a redução da maioridade penal?

Pergunto novamente ao leitor, você quer morar em uma sociedade onde menor tem autorização do estado para se drogar e matar? Mas, você é impedido de ter uma arma para se proteger? 
Mas, a visão desse tipo de gente é a seguinte.  “O menor que pratica um crime é vitima da sociedade”.  E com isso ele tenta legitimar os crimes, omitindo o fato que existem centenas de milhares de jovens em situação igual que não recorrem ao crime. Ou seja, o crime não é uma questão de classe social e sim de caráter, de relativismo moral.
Lembrando, que toda a discussão sobre armas a esquerda sempre tenta esconder que os países mais armados são onde existem menos crimes.  

Desarmamento em poucas palavras - Stefan Molyneux

 Qual a diferença entre um conservador e um esquerdista?  É uma regra: quanto mais influência da esquerda, maior o aumento da impunidade. 
Porque enquanto o conservador tem empatia pela vitima, o esquerdista tem empatia pelo criminoso.  Ou porque você acha que temos indulto do natal, dia das mães, visita intima e redução de pena? Porque temos a esquerda frente à comissão de direitos humanos durante 16 anos.
São 16 anos acusando o cidadão que paga imposto, pelos crimes do vagabundo que não quer levantar cedo pegar dois ônibus trabalhar em um restaurante, ou uma obra e sim quer ganhar a vida fácil. Para o esquerdista o criminoso, ao matar alguém, estaria atacando o sistema.    

Para o esquerdista, “um marginal, mesmo armado, só consegue ser bem sucedido em uma sociedade onde o Estado” NÃO LHE GARANTIU políticas públicas efetivas.
Se a educação reduz a chance de alguém cometer crime, e em consequência de cometer crime violento, ótimo. O que não muda o fato de que os crimes violentos devem ser punidos, caso sejam praticados.


Quem disse que para investir em educação devemos parar de punir criminosos?
Para ele e lamentável pensar em reduzir a maioridade, um verdadeiro escândalo uma segurança pública exclusivamente, com repressão policial.
Não! O que o esquerdista defende é a carnificina brasileira que assassina pelo menos 56 mil ao ano, não querem seguir o exemplo da Suíça, país mais seguro do mundo, onde o governo não só permite que os cidadãos de bem portem armas, como também estimula a defesa pessoal por meio de eventos como o Feldschiessen, o maior festival de tiro do mundo.

O governo brasileiro, hoje repleto de defensores de bandidos e vagabundos que querem a todo o custo empurrar o desarmamento civil goela abaixo da população — que, não custa lembrar, já rejeitou enfaticamente esse tipo de política no referendo de 2005 —, poderia aprender algo com a Suíça, se quisesse.

Por que a Suíça tem a menor taxa de criminalidade do mundo



Que tipo de sociedade você defende, uma sociedade civilizada ou uma com mais de 50 mil homicídios onde pessoas criminalizam a legitima defesa?  


Francisco Amado
Editor da Revista Calibre
Praticante de Tiro Prático
Conservador Até a Raiz.  




Nenhum comentário:

ONDE O ANARCO CAPITALISMO FUNCIONOU?

TESTE SUA VELOCIDADE