Translate - Tradução

Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish

SEGUIDORES

Não perca o próximo artigo

Pesquisar Neste Blog

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Refutando um Desarmamentista.



Encontrei  no site [Brasil do Absurdos] um texto absurdo sobre o desarmamento.
O texto esta em vermelho e minha refutação em verde.
Mas, independente disso, é importante a qualquer sociedade a diminuição de seu poderio de fogo.
Não sai nada de bom do cano de uma arma!
Quanto mais armas circulando – legal ou ilegalmente – mais perigoso se torna a sociedade.
Pra mim, é falsa a afirmativa que as armas servem para “defender”. O que se prova, geralmente, é o contrário.
No Brasil dos Absurdos, morrem milhares de pessoas com os “docinhos” que saem dos canos dessas armas.

A primeira afirmação que quanto mais armas, mais perigos a sociedade é falsa, e a Suécia e EUA mostra isso com fatos já que estas duas são as mais armadas do mundo.
Temos apenas frases de efeitos sem dados objetivos, se arma não serve para defender por que a policia anda armada? Será que a policia armada de cassetete, colocaria os traficantes do morro para correr?

Feitas estas considerações que mostram minha opinião, volto ao título do texto: plebiscito por quê? Ora, não é necessário e nem “seguro” um plebiscito, pois a população pode, muito bem, ser diretamente influenciada pelo medo, pelo terror que a violência tem atingido nossa sociedade.

Neste ponto então fica claro a visão totalitarista do argumentador, pois, acredita que a população não deve ser consultada, passando assim por cima do seu direito de opinar.
Pois, na sua cabecinha os legisladores estão mais bem preparados para conduzir as pessoas.
Depois o autor recebeu uma refutação a qual ele responde desta maneira.

O mais desgastado discurso para mim, em relação a este assunto, é justamente o seu: “cidadãos de bem”.
Ora, quem são os “cidadãos de bem”?
Para mim, um “cidadão de bem” não quer arma.
Mas, volto à pergunta: quem são os “cidadãos de bem”?
Onde ele cita as seguintes noticias
Uma enfermeira casada com um milionário dono de uma indústria? 
2º Um policial que assassina qualquer um, inclusive menores? 
3º Os juízes, cargos máximos da justiça brasileira, que assassina um porteiro.
O segurança, irmão de policial? 
5º Um empresário que quer se livrar de dívida trabalhista? 
Pois é…
Onde estão os “cidadãos de bem”?
Estão com armas na mão.

Bem para todos estes crimes o problema não foi à arma e sim a conduta moral da pessoa, pois se não tivessem uma arma de fogo, sem dúvida que usariam qualquer meio para atingir seus objetivos.
Onde estão os cidadãos de bem?
Estão trabalhando e cumprindo as leis regentes no país, ele só passa a ser uma pessoa que não é do bem quando, age fora da Lei.
Portanto com esta sua analogia, você esta colocando todas as pessoas na vala comum, onde todos são potenciais assassinos e psicopatas.
Além do mais todos os exemplos citados, os atiradores sofreram as penas da lei.
Tu podes dizer, mas se o cara não tivesse armado não teria confronto.
Errado, se os dois tivessem armados, os dois pensariam duas vezes antes de se enfrentar, pois quando a pessoa quer realmente matar ela não precisa de uma arma.

Mas já que tu és um grande conhecedor da psicologia humana, me responda o seguinte.
A população mais fortemente armada do mundo está nos Estados Unidos, com270 milhões de armas - praticamente uma para cada habitante.
O total é 17 vezes maior que o verificado no Brasil.
Em segundo lugar, vem a
Índia (46 milhões de armas), seguida por
China (40 milhões),
Alemanha (25 milhões) e
França (19 milhões).
Brasil (15 milhões).

Numero de morte por 100 mil habitante
10,36. EUA
39,6 Brasil

Portanto responda por que um país onde tem mais armas tem menos crimes?
Não me venha com papo de cultura, pois a cultura do povo americano e de guerra e a cultura do Brasileiro são de samba, futebol e cerveja.


Mas antes que tu te apresses em refutar este artigo te convido a se informar melhor.
Leia estes artigos.
Campanha do desarmamento permanente.




Proibir o cidadão honesto de portar uma arma não acaba com a violência, apenas o torna mais vulnerável ao ataque. 

Francisco Amado
Filósofo Deísta.



TAGS:"keywords" Refutando um Desarmamentista, Refutando um Desarmamentista, Refutando um Desarmamentista, Refutando um Desarmamentista, Refutando um Desarmamentista, Refutando um Desarmamentista


Nenhum comentário:

ONDE O ANARCO CAPITALISMO FUNCIONOU?

TESTE SUA VELOCIDADE