Translate - Tradução

Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish

SEGUIDORES

Não perca o próximo artigo

Pesquisar Neste Blog

domingo, 19 de abril de 2015

A luta pelo poder é o que separa PT e PSDB, diz FHC.


"O que separa PT e PSDB não é nenhuma diferença ideológica ou programática, mas pura e simplesmente a disputa pelo poder", disse Fernando Henrique Cardoso. A frase foi dita ao senador Cristovam Buarque (PT-DF) em entrevista à revista "Comunicação & Política", publicada pelo Cebela (Centro Brasileiro de Estudos Latino-Americanos) em 2005. Roberto Amaral, ex-ministro de Ciência do governo Lula, é o editor da revista e foi um dos fundadores do instituto, sendo um amigo comum de FHC e Lula.

FHC disse ainda que "somente a disputa pelo poder separa o PT do PSDB" e acrescenta, dizendo que "já pensou na possibilidade de PT e PSDB estarem do mesmo lado, mas considera a hipótese pouco provável por conta da disputa pela hegemonia política no país".
"É porque nós não discutimos nem disputamos ideologia (quem é mais comunista), é poder, é o poder quem comanda", diz FHC. Segundo ele, há uma "massa atrasada" (conservadores de direita) no país e partidos que "representam esse atraso". "Os dois partidos que têm capacidade de liderança para mudar isso são o PT e o PSDB, em aliança com outros partidos (de esquerda). No fundo, nós disputamos quem é que comanda o atraso", afirma o Presidente de honra do PSDB.


 Ou seja, FHC acabou dizendo que tanto o PT como o PSDB, só administraram o "atraso" e confessa que em 20 anos de socialismo, esta esquerda maldita do PT e do PSDB foram incapazes de mudar o país.
O atraso pelo visto é mais fácil, pois representa um meio de manipulação desta "massa atrasada", do contrário, essa escória comunista de traidores como FHC, Lula, Dirceu e Genoíno já teriam sidos chutados do país para Cuba há muito tempo.

Fernando Henrique Cardoso disse também que o PT combateu bastante o seu governo "passando a imagem de que tinha uma outra ideia". "Depois o PT chegou ao governo e não parece ter", provocou. Ou seja: FHC disse que o PT combatia sua gestão socialista golpista, como se tivesse uma ideia política melhor para o país. Mas o que se viu foi a continuidade de um processo socialista golpista que engana e trai milhares de brasileiros desinformados. Esta falta de informação, aliada a preguiça da grande maioria, impede que toda a farsa golpista desta esquerda maldita seja compreendida pela grande massa doutrinada da população.
FHC, seu partido e seus aliados implantaram os primeiros passos do golpe comunista que hoje ameaça o país na presença de Dilma Rousseff e de seu partido golpista, o PT. 

Mas o povo se esquece que foi FHC e seu partido de esquerda socialista, que representa a "social democracia", ideologia política nascida dentro de um comitê revolucionário da antiga União Soviética pela força do proletariado e que representa a doutrina política do PSDB, que iniciou o processo de socialização do país. Desarmamento da população, cotas raciais, gaysismo, sucateamento das Forças Armadas, recessão salarial, indenizações para terroristas, criação de vários setores regulatórios no país, inclusive, a regulação dos meios de comunicação, marxismo cultural, onde cartilhas distribuídas nas escolas, demonizavam o regime militar, endeusavam terroristas e a luta armada promovida pelas esquerdas fascistas e golpistas, no Brasil dos anos 60.
O PSDB seguiu a doutrina de Marx e de seu partido, o PSDA (Partido da Social Democracia Alemã), até o nome é igual, no qual o comunista Karl Marx prega aumento de impostos, taxação e tributação extorsivas como meio de distribuição de renda. Segundo Marx, desta forma não seria necessário o uso de força para se implantar a "igualdade social" do proletariado. Bastava se desfazer de empresas prejudiciais ao sistema e implantar uma carga tributária que inibisse as grandes fortunas e desta maneira haveria dinheiro para distribuir ao proletariado.

O PSDB de FHC pelo visto seguiu direitinho a doutrina de Marx e também a política doutrinaria e ideológica da NOVA ORDEM MUNDIAL empregada pelo DIÁLOGO INTERAMERICANO, uma entidade golpista da Nova Ordem, bancada nada menos, nada mais do que pelo milionário George Soros e a Fundação Ford, a mesma fundação que abasteceu as contas de FHC com alguns milhões de dólares. "A gente podia gastar à vontade, gastava, gastava e gastava e o dinheiro não acabava, disse FHC, na ocasião em que assumia a Co- Presidência da entidade golpista.

O Diálogo ordenava que seus seguidores pregassem a disseminação de uma sociedade controlada, dominada e doutrina pelo socialismo e ordenava a venda de empresas estatais, a desmilitarização, o sucateamento das Forças Armadas e seu enfraquecimento, a disseminação do Marxismo na cultura, a desmilitarização e o conflito entre classe sociais. Neste tocante, a entidade prega o incentivo de cotas raciais para negros, legalização de drogas, homossexualismo e a destruição da religião, bem como, a abolição do conservadorismo e da família. "A desagregação familiar é a destruição do conservadorismo", já dizia Soros. FHC fez tudo direitinho, seguiu as ordens do seu Diálogo Interamericano e de Karl Marx e implantou o processo no país, vendendo estatais, taxando o povo e principalmente a classe média, criou impostos extorsivos que ainda estão vigorando no Brasil de hoje, (O Brasil é um dos países com maior carga tributária no mundo, graças ao PSDB de FHC), criou "Bolsas" e uma política paternalista voltada para uma classe desfavorecida, tirando dinheiro de quem tinha, (menos dele e de sua escória de corruptos) para dar ao povo.

FHC não criou empregos ou incentivou o progresso para gerar renda e tirar os pobres da miséria. Simplesmente ele taxou o país e pronto! Fácil assim!
O povo se esquece rápido, não consegue juntar o quebra cabeças do golpe socialista e somente vê ameaças de golpe por parte do PT de Lula. PT e PSDB fazem pactos desde 1993, Lula foi convidado por FHC para ser membro do Diálogo Interamericano, mas Lula não aceitou dizendo que tinha outros planos e que ele e Fidel estavam criando um movimento de esquerda para unir os países latinos americanos.
FHC e Lula fizeram um pacto de revezamento no poder em 1993, "O Pacto de Princenton", em que ambos controlariam o sistema político no Brasil, implantando um grande movimento político partidário de esquerda em que o PODER, seria dividido entre o PSDB e o PT. AGORA PERGUNTAMOS: Quem está no segundo turno das eleições deste ano? RESPOSTA ÓBVIA: PT e PSDB, a polarização compactuada que levará o país para um grande inferno comunista.

Foi no governo de FHC que o Foro de SP entrou no Brasil e foi também por meio do PSDB, que indenizou terroristas com alguns milhões de Reais do contribuinte, que a "Comissão da Verdade" se incorporou para demonizar e punir os militares. Aloysio Nunes, hoje vice na chapa de Aécio Neves, foi o relator do texto que criou e fundamentou a Comissão da Verdade. O PT é um bando de bandidos, de delinquentes, de ex-terroristas, massa de manobra do golpe de Estado e o PSDB é a mente, a intelectualidade e a criação do golpe. Lula é um imbecil, ladrão, corrupto, mas não tem capacidade intelectual de dar golpe de Estado. Ou melhor não tinha, até se envolver com FHC e Fidel Castro. As esquerdas estão unidas e vão golpear o país com a "foice e o martelo" e para a desgraça do Brasil alienado e doutrinado, em 2015 teremos os movimento sociais no controle do país. As eleições fraudulentas realizadas domingo, dia 5 de Outubro, não decidem nada. Apenas decide quem estará no cargo de Presidente da República, e não decide OU DECIDIRÁ sobre golpe de Estado ou sobre a ruptura do regime, já em andamento. O cargo presidencial não terá nenhum poder, pois a proletariado nomeará um Primeiro Ministro para governar o país. José Dirceu e Lula são os mais cotados para representar a "força revolucionária do proletariado no poder". O povo injetado de doutrinas foi para as urnas na esperança de estarem mudando o pais e vão se arrepender amargamente de terem sido enganados pelo sistema.
Urna eletrônica manipulada não muda o "regime do país" e nem muda o DECRETO 8.243 quando temos dois partidos ideologicamente idênticos no poder, ou quando temos 9 partidos de esquerda, disputando uma eleição. Ou o brasileiro é burro demais, ou não quer enxergar a dura realidade por pura preguiça, covardia ou omissão de lutar. A idiotização é tamanha, que o que mais se ouve ou se lê nas "redes sociais" é: "O importante é tirar o PT do poder!". Como tirar o PT do poder, se o decreto põe o PT no poder do proletariado? Como se vai tirar o PT se o PT aparelhou todo o Estado?
 Tirar o PT do PODER não vai mudar o processo do golpe de Estado

 O que poderia mudar o Estado é a força do povo nas ruas. A força do povo sim, poderia derrubar esta esquerda golpista, desmanchar as engrenagens corruptas e quebrar esse sistema promovido pelas esquerdas ditatoriais e fascistas, que há 20 anos se locupletam do poder e das mamatas do Estado. Mas isso é tão utópico e tão irreal que é mais fácil um porco falar, do que o povo lutar pela permanência da democracia E LUTAR pelos seus direitos a liberdade.

Os movimento sociais estão muito bem organizados, muito bem orientados, aparelhados e financiados pelas esquerdas para tomarem o poder. Desde o governo FHC, e de forma ilegal, estes movimentos recebem apoio e financiamento com dinheiro público. O PSDB deu mais 90 milhões de Reais para O MST, apenas durante dois anos do mandato de FHC. O PT injetou mais de 300 milhões, fora a dinheirama doada para as outras ONGS, instituições, grupos revolucionários e entidades sociais que incorporam o Decreto 8.243. Se somarem o dinheiro que estas "organizações patrocinadas pela esquerda" receberam, com certeza não haveria seca no nordeste. Somente no período do PSDB de FHC, foram criados mais de 18 movimentos sociais, entre eles os "Sem Teto" e o GLS que originou o LGBT. 

Lula e sua esquadra de bandidos e terroristas criaram, financiaram e patrocinaram mais de 30. Hoje são mais de 300 grupos e entidades que reivindicam seus direitos sociais e que fazem parte da "nova política" defendida por Lula, Marina e FHC. Uma "Nova Política" que é mais velha que a criação da antiga União Soviética e que nasceu na mente doentia e insana de Karl Marx e de Friedrich Engels, de quem FHC é fã número 1, tendo escrito diversas teses e livros sobre as ideias de Engels.
É como disse FHC em sua entrevista de 22 páginas dada à revista de seu amigo Roberto Amaral. Ao ser perguntado pelo petista Cristovam Buarque sobre qual sera o legado do PSDB, FHC disse: " que o legado não era exatamente desta geração e sim da geração dele, FHC, que é mais velho que o senador petista, ou seja, a luta da geração de FHC e de seus amigos terroristas do PCB, pela implantação do comunismo no Brasil nos anos 60 e seus velhos sonhos golpistas marxistas. 

E completa dizendo que o processo é a REDEMOCRATIZAÇÃO do país (redemocratização? ou seria a mudança do regime para uma social democracia marxista, a mesma que Karl Marx defendia na Alemanha por trás dos muros de Berlim?), que ainda não completou a Republica (A república socialista) em vários sentidos". (que sentidos seriam estes em Sr. Fernando Henrique?)
Ao final da entrevista Cristovam propõe um pacto entre os partidos como forma de fazer um "choque social" ou seria (golpe socialista). FHC, a raposa comunista sai pela tangente: "Acho que nós não devemos falar de pacto porque dá má sorte, está desgastado"....

O Brasil se ferrou de vermelho! ESQUERDA MALDITA!

FONTE: http://www1.folha.uol.com.br/fsp/brasil/fc1104200505.htm

Nenhum comentário:

ONDE O ANARCO CAPITALISMO FUNCIONOU?

TESTE SUA VELOCIDADE