Translate - Tradução

Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish

SEGUIDORES

Não perca o próximo artigo

Pesquisar Neste Blog

domingo, 28 de setembro de 2014

A contribuição de Israel para o seu dia a dia.

A PARADA DO SUCESSO ISRAELENSE

Israel é um dos países líderes em agricultura, alta tecnologia, medicina e saúde. Talvez o mundo precise de ser lembrado disto.

Qualquer pessoa que lê jornais pode ser desculpado por achar que Israel é um lugar perigoso onde reina a violência e a corrupção. A celebração dos 60 anos de Israel oferece uma oportunidade para lembrar todas as nossas realizações. Os fatos falam por si mesmos.

A contribuição ao Indice de Humanidade
Há diversas medidas pelas quais os países são considerados: produção nacional, expectativa de vida, educação, etc. Não há um índice mensurando a contribuição específica de um país em prol da humanidade. Este tipo de índice já não é usado há muito. Quem se confunde com fatos poderá ter algumas surpresas. Eis uma lista parcial:

Agricultura

Israel lidera o mundo no desenvolvimento de variedades resistentes à desastres naturais e plantações especiais que suportam condições climáticas adversas. Israel inventou o sistema de irrigação por gotejamento, que economiza quantidades tremendas de água. A Produção de leite em Israel é a maior do mundo, até o dobro da média da Europa. Em Israel, uma palmeira produz uma media de 182 kg de fruta, comparado aos 17 kg no resto do Oriente Médio.

Desde o estabelecimento do Estado, a área arável aumentou trez vezes, mas a produção aumentou 16 vezes. Ashkelon se orgulha de ter a maior usina de dessalinização do mundo - a não ser quando os foguetes do Hamas conseguem atingir a usina, para que eles possam reclamar de uma crise no fornecimento de água para a Faixa de Gaza.

High-tech:
Uma parte significativa dos principais desenvolvimentos na área de alta tecnologia no mundo são invenções israelenses. O Primeiro "pen drive" foi uma inovação israelense. O programa de mensagens instantâneo ICQ que tornou-se parte de todos os computadores do mundo foi desenvolvido em Israel. O melhor software de segurança no mundo vêm de Israel.

A maior parte do sistema operacional Windows XP usado em quase todos os computadores do mundo foi desenvolvido em Israel. A tecnologia VOIP (Voz para o Protocolo da Internet, à base de programas como o Skype), facilitando as ligações internacionais, tornando-as baratas e acessíveis foi desenvolvido em Israel. Não é coincidência que quase todos os dias ficamos sabendo que outra companhia israelense foi comprada por um conglomerado.

Israel ocupa o segundo lugar no mundo, após o Japão e à frente dos EUA, no número de patentes per capita. Se for verificada a eficiência das invenções, Israel está à frente. Das 100 mais importantes empresas de "start up" selecionadas na Europa no ano passado, dez eram israelenses.

Ciência
Israel ocupa o terceiro lugar no mundo em publicações científicas per capita. E considerando a importância das publicações em oposição à quantidade relativa, Israel ocupa o 14º. lugar no mundo. Isto inclui áreas que beneficiam toda a humanidade - pesquisa em medicina, física, matemática e outras.

Israel foi o quinto colocado no número de recipientes para as bolsas especiais para jovens pesquisadores da ERC (Conselho de Pesquisas Europeu). Mas, em relação a seu tamanho, ocupa de fato o primeiro lugar no número de pesquisadores vencedores.

Medicina:

Teva é a segunda maior companhia no mundo em remédios genéricos. Há provavelmente poucos lares no mundo sem alguma medicação "Made in Israel". Teva e outras companhias também desenvolvem novos remédios, como medicação para tratar a Doença de Parkinson. Israel participou no desenvolvimento de um tratamento para reduzir a reincidência de esclerose múltipla.

Há apenas dois anos, a Pfizer, a maior empresa farmacêutica do ano comprou um produto de uma companhia israelense que pode prevenir a cegueira. Israel lidera o campo que integra a nanorobótica e a medicina.

E esta é apenas uma lista parcial.

Potencial Humano
Nem tudo é maravilhoso em Israel. Muitas pessoas têm ficado para trás. As brechas na sociedade israelense estão entre as maiores nos países democráticos. Muito poucos controlam muito do capital. Sendo assim, o desenvolvimento e expansão do potencial humano terá que ser a missão nacional da próxima década. A renda per capita no Israel com poucos recursos é 40% maior do que na rica Arábia Saudita. A razão é simples: os recursos humanos produzem muito mais do que os recursos do petróleo. E, apesar de suas realizações, Israel está longe de utilizar seu potencial.

A indústria da mentira

Aqui chegamos ao maior paradoxo de todos: mesmo que Israel pudesse ser o número 1 do mundo em contribuição para a humanidade, se tal índice existisse, ocupa também o primeiro lugar no índice de hostilidade. Israel é tido, de acordo com muitas pesquisas (a última sendo uma pesquisa mundial da BBC), como sendo o país mais perigoso para a paz mundial.

Alguns dos Jornais mais importantes em todo o mundo - The New York Times; The Washington Post; Le Monde; e The Guardian - quando mencionam o 60o. aniversário de Israel decidiram desconsiderar totalmente a contribuição de Israel ao Desenvolvimento humano, enfatizando ao invés disto a "limpeza étnica e a Nakba palestina". Aqui também, eles não deixam que os fatos os confundam (veja And the World is Lying - the Plight of the Refugees).

O paradoxo entre a contribuição de Israel para o mundo e sua imagem indica apenas uma coisa: a indústria da mentira está prevalecendo sobre os fatos. Realmente, o conflito Israel-Árabe tem semeado o menor número de vítimas nos anais de todos os conflitos. Isto não impede a indústria da mentira de espalhar a notícia de que Israel está cometendo genocídio contra os palestinos - mesmo que não há e nunca houve nenhum genocídio.(veja And the World is Silent).

Criticar Israel é permitido. Nem todas suas ações são dignas de louvor. Entretanto todo intelectual e liberal que ainda é influenciado pelos fatos e não pela moda têm de admitir que essa moda anti-Sionista será lembrada na história como uma das mais baixas tendências da humanidade, igualada apenas por fenômenos como racismo e antisemitismo. Então, é hora de introduzir o verdadeiro Israel - um pais que pode olhar para o seu 60o. Aniversário com orgulho, devido principalmente a sua enorme contribuição para a humanidade.

Israel não precisa de uma parada militar. Precisa sim de uma parada mostrando suas realizações. Poderíamos chamá-la de "Parada do Sucesso Israelense". 
Por Ben Dror Yemini

Nenhum comentário:

ONDE O ANARCO CAPITALISMO FUNCIONOU?

TESTE SUA VELOCIDADE