Translate - Tradução

Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish

SEGUIDORES

Não perca o próximo artigo

Pesquisar Neste Blog

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Venezuela leva U$ 673 milhões do BNDES



Escondido da mídia, BNDES empresta U$ 673 milhões para construir o estaleiro dos países da ALBA. Na Venezuela.
Hoje Chávez levou mais U$ 673 milhões do BNDES para construir um estaleiro dos países da ALBA, Aliança Bolivariana para os Povos da Nossa América, em Sucre, Venezuela. Ora, mas o que o Brasil tem a ver com a ALBA, que é composta por Bolívia, Cuba, Equador, Venezuela, Dominica, Antigua e Barbuda e São Vicente e Granadinas. Quem vai fazer e operar o estaleiro é a PDVSA. A mesma PDVSA que está devendo U$ 5 bilhões na Refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco, onde não colocou um único centavo, caloteando a Petrobras e o Brasil. Até hoje ninguém sabe se Chávez vai honrar ou não o contrato assinado.

No entanto, vejam abaixo a notícia no jornal Últimas Notícias, da Venezuela.
Cliquem e ampliem para ler.

O mais impressionante é que, em julho de 2010, o projeto possuía um custo orçado de U$ 292 milhões e que o BNDES iria financiar pouco mais da metade. Em um ano, o valor financiado mais do que triplicou!
A informação é fidedigna, é da Agência Venezuelana de Notícias.

Agora vejam como o Ministério das Relações Exteriores anuncia o acordo, escondendo os valores!

A aprovação, pelo Governo brasileiro, em 1º julho de 2010, da cobertura do seguro de crédito à exportação, com amparo do Fundo de Garantia das Exportações (FGE), para o financiamento pelo BNDES destinado ao projeto de construção do Estaleiro Del Alba (Astialba), na República Bolivariana da Venezuela...

À entrega formal das 03 (três) vias originais do Contrato de Colaboração Financeira Mediante Desconto de Títulos de Crédito a ser celebrado entre o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e a Petróleos de Venezuela S.A. (PDVSA), referente à concessão de colaboração financeira para o projeto de construção do Estaleiro Del Alba (Astialba), na República Bolivariana da Venezuela, para assinatura pelos representantes da República Bolivariana da Venezuela e posterior devolução ao BNDES, para assinatura pelos seus representantes, e conseqüente produção de seus efeitos jurídicos.

No site do BNDES não existe uma só linha sobre este empréstimo. Por isso, urge, cada vez mais, uma CPI do BNDES. É preciso abrir esta caixa preta dos financiamento internacionais do banco.

Por fim, relembrem nos vídeos abaixo o que Lula e Dilma falavam sobre a indústria naval do Brasil. O que mudou? Por que, agora, o BNDES empresta dinheiro para gerar empregos lá fora? O estaleiro não poderia ser aqui no Brasil? Por que estamos exportando empregos? Como é que fica a nossa indústria naval? Ou este empréstimo irá para o caixa de alguma empreiteira brasileira, gerando caixa de campanha ou outros caixas muito piores? É hora de dar uma basta nisto. CPI do BNDES já!




Estes são os fundamentos do BNDES. Leiam com atenção. Vejam onde está escrito que o banco tem que financiar outros países:

Missão

Promover o desenvolvimento sustentável e competitivo da economia brasileira, com geração de emprego e redução das desigualdades sociais e regionais.

Visão


Ser o Banco do desenvolvimento do Brasil, instituição de excelência, inovadora e pró-ativa ante os desafios da nossa sociedade.
TAGS:"keywords"content=" Venezuela leva U$ 673 milhões do BNDES, Venezuela leva U$ 673 milhões do BNDES, Venezuela leva U$ 673 milhões do BNDES, Venezuela leva U$ 673 milhões do BNDES, Venezuela leva U$ 673 milhões do BNDES, Venezuela leva U$ 673 milhões do BNDES, Venezuela leva U$ 673 milhões do BNDES, Venezuela leva U$ 673 milhões do BNDES, Venezuela leva U$ 673 milhões do BNDES, Venezuela leva U$ 673 milhões do BNDES

Nenhum comentário:

ONDE O ANARCO CAPITALISMO FUNCIONOU?

TESTE SUA VELOCIDADE