Translate - Tradução

Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish

SEGUIDORES

Não perca o próximo artigo

Pesquisar Neste Blog

sábado, 2 de julho de 2011

Direitos humanos são para humanos direitos



Direitos humanos são para humanos direitos

Carta enviada de uma mãe para outra mãe em SP,
após noticiário na TV:


DE MÃE PARA MÃE:
*Vi seu enérgico protesto diante das câmeras de televisão
contra a transferência do seu filho, menor infrator, das dependências da FEBEM em São Paulo para outra dependência da FEBEM no interior do Estado.
*Vi você se queixando da distância que agora a separa do seu filho, das dificuldades e das despesas que passou a ter para visitá-lo, bem como de outros inconvenientes
decorrentes daquela transferência.
*Vi também toda a cobertura que a mídia deu para o fato,
assim como vi que não só você, mas igualmente outras mães na mesma situação que você, contam com o apoio de Comissões Pastorais, Órgãos e Entidades de Defesa de Direitos Humanos, ONGs, etc...
*Eu também sou mãe e, assim, bem posso compreender seu protesto. Quero com ele fazer coro.
*Enorme é a distância que me separa do meu filho.
*Trabalhando e ganhando pouco, idênticas são as dificuldades e as despesas que tenho para visitá-lo। Com muito sacrifício, só posso fazê-lo aos domingos porque labuto, inclusive aos sábados, para auxiliar no sustento e educação do resto da família...

*Felizmente conto com o meu inseparável companheiro, que desempenha para mim importante papel de amigo e conselheiro espiritual.
*Se você ainda não sabe, sou a mãe daquele jovem que o seu filho matou estupidamente num assalto a uma vídeo-locadora, onde ele, meu filho, trabalhava durante o dia para pagar os estudos à noite

*No próximo domingo, quando você estiver abraçando, beijando e fazendo carícias no seu filho, eu estarei visitando o meu e depositando flores no seu humilde túmulo, num cemitério da periferia de São Paulo...
*Ah! Ia me esquecendo:
e também ganhando pouco e sustentando a casa, pode ficar tranqüila, viu, que eu estarei pagando de novo, o colchão que seu querido filho queimou lá na última rebelião da Febem.
Nem no cemitério, nem na minha casa, NUNCA apareceu nenhum representante destas "Entidades" que tanto lhe confortam, para me dar uma palavra de conforto, e talvez me indicar.

"Os meus direitos"!
Se concordar, circule este manifesto!
Talvez a gente consiga acabar com esta inversão
de valores que assola o Brasil.
DIREITOS HUMANOS
SÃO PARA
HUMANOS DIREITOS



TAGS:"keywords"content=" Direitos humanos são para humanos direitos, Direitos humanos são para humanos direitos, Direitos humanos são para humanos direitos, Direitos humanos são para humanos direitos, Direitos humanos são para humanos direitos, Direitos humanos são para humanos direitos, Direitos humanos são para humanos direitos, Direitos humanos são para humanos direitos, Direitos humanos são para humanos direitos, Direitos humanos são para humanos direitos, Direitos humanos são para humanos direitos, Direitos humanos são para humanos direitos

6 comentários:

Isaias disse...

Realmente é um texto criativo, escrito para criar uma sensibilização artificial em quem o lê, mas não: direitos humanos são para seres humanos. E não existem "humanos direitos", tampouco "humanos esquerdos" ou "tortos", apenas humanos. Bonito, mas poderia ter sido escrito até por um fascista como o Bolsonaro.

Francisco Amado disse...

Este é apenas uma opinião de quem tem preguiça mental.
"Não existe humanos esquerda apenas humanos"
Affffffffff

Rosangela disse...

Isto tudo me fez lembrar uma visita que fiz na penitenciária de Porto Alegre para uma matéria sobre educação. Existe possibilidades dos presos estudarem dentro do presídio.
Entáo eu observei tubulações que apareciam na entrada do prédio e perguntei se era tubulação de ar condicionado do presidio, pois eu tinha visto algo parecido em um determinado banco. Os funcionários se olharam e riram. Me senti uma tremenda idiota quando um deles disse. É! eles merecem ar condicionado enquanto tantos trabalhadores tem que suar a camiseta.
Outro fato foi quando eu fiz uma passeata para Bete Colombo do PP,em uma vila da periferia de Canoas.Cada adesivo da campanha que eu entregava para uma criança eu pedia um beijo delas. Um dos integrangtes do grupo me disse assim: Cuidado hein! Pode acontecer de um pai ou mãe de alguma criança te processar por pedofilia só pra ganhar indenização.
Pra refletir melhor ainda sobre direitos humanos.....

Isaias disse...

Sou obrigado a rir. Não tendo como contra-argumentar (ou estaria com preguiça?) utiliza um argumento ad hominem abusivo contra a minha pessoa tentando desqualificar a minha fala.

Francisco Amado disse...

Quando parar de rir pense.

Rosangela disse...

eeeeeeeeeeeee sai de baixo que pode vir por aí uma bala perdida. Vocês tem q argumentar sobre o assunto e não disvirtuar o tema. Sobre o que estaão falando?

ONDE O ANARCO CAPITALISMO FUNCIONOU?

TESTE SUA VELOCIDADE