Translate - Tradução

Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish

SEGUIDORES

Não perca o próximo artigo

Pesquisar Neste Blog

terça-feira, 31 de maio de 2011

Impeachment de Collor foi acidente.



Impeachment de Collor foi acidente.


Senado exclui afastamento de Collor da galeria de imagens da Casa
Por Márcio Falcão, na Folha Online.
O Senado excluiu o processo de impeachment do ex-presidente e senador Fernando Collor de Mello (PTB-AL) da galeria de imagens da Casa, que conta a história da instituição desde o império até os dias atuais. O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), minimizou o fato e disse que o impeachment “não é tão marcante” e “talvez fosse um acidente que não devia ter acontecido na história do Brasil”.

O espaço foi reinaugurado hoje e é chamado de “túnel do tempo”. A galeria fica entre o plenário e as alas dos gabinetes dos senadores.

Em 2007, às vésperas da posse de Collor no Senado, a Casa já havia retirado as referências ao caso, mas depois recuou e devolveu as imagens. A galeria anterior trazia imagens de passeatas dos caras pintadas que lutaram pelo impeachment de Collor.

O painel ainda dizia que, em dezembro de 1992, o Senado aprovou a perda do cargo de Collor e de seus direitos políticos.

O novo “túnel do tempo” foi elaborado pela Subsecretaria de Criação e Marketing. Nenhum servidor da secretaria ainda se manifestou sobre o caso. O painel que trata dos fatos de 1990 cita projetos aprovados pela Casa como o tratamento gratuito de HIV e o Estatuto das Micros e Pequenas Empresas.

Também não há referências a crises enfrentadas pelo Senado como a cassação do ex-senador Luiz Estevão, a renúncia do então presidente Jader Barbalho (PMDB-PA) para fugir do processo de cassação, além dos pedidos de cassação de Sarney e Renan Calheiros (PMDB-AL).

Questionado sobre a retirada do impeachment de Collor, Sarney disse que o episódio não deveria ter ocorrido. “Não posso censurar os historiadores que foram encarregados de fazer a história. Agora, eu acho que talvez esse episódio seja apenas um acidente e não devia ter acontecido na história do Brasil. Não é tão marcante como foram os fatos que aqui estão contados, que construíram a história e não os que de certo modo não deviam ter acontecido.”

Collor renunciou ao mandato de presidente em 1992 para não sofrer o impeachment.
Pergunta sem resposta.
Será que Sarney, tem o direito de privar as gerações futuras, dos fatos históricos do Brasil?
No que ficaria reduzida a história se todos os fatos que não deveria ter acontecido fossem apagados? EX; Nazismo, Escravidão e tantas outras?

TAGS:"keywords"content=" Impeachment de Collor foi acidente, Impeachment de Collor foi acidente, Impeachment de Collor foi acidente, Impeachment de Collor foi acidente, Impeachment de Collor foi acidente, Impeachment de Collor foi acidente, Impeachment de Collor foi acidente, Impeachment de Collor foi acidente, Impeachment de Collor foi acidente, Impeachment de Collor foi acidente

Nenhum comentário:

ONDE O ANARCO CAPITALISMO FUNCIONOU?

TESTE SUA VELOCIDADE