Translate - Tradução

Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish

SEGUIDORES

Não perca o próximo artigo

Pesquisar Neste Blog

domingo, 20 de março de 2011

A gritaria contra o blog de Maria Bethânia





JORGE FURTADO, O AMARAL NETO DO PETISMO
por mario americo de moura filho

Janeiro de 2005, Diogo Mainardi escreveu uma coluna sobre a desenvoltura do cineasta Jorge Furtado para conseguir financiamento para seus projetos. Furtado é o cineasta que saiu em defesa de Maria Bethania. Segundo ele, só os brancos de direita de São Paulo é que se opõem ao capilé oficial para a cantora escandir as suas sílabas.

Leiam trecho da coluna.

Jorge Furtado é o Amaral Neto do petismo. Faturou 700.000 reais para dirigir um comercial do Banco do Brasil sobre o tema da fraternidade. O comercial faz parte da campanha ufanista “O melhor do Brasil é o brasileiro”.

Na ditadura militar, Amaral Neto exaltava o orgulho nacional mostrando a construção de hidrelétricas. Jorge Furtado, o maior propagandista do lulismo no meio cinematográfico, mostrou a construção de uma quadra de futebol na periferia de Porto Alegre.

A quadra custou 120.000. Foi financiada pelo próprio Furtado, com o dinheiro pago pelo Banco do Brasil. Furtado elegeu a si mesmo como exemplo de fraternidade, portanto. E usou o dinheiro do Banco do Brasil com a desenvoltura de um deputado maranhense, que constrói quadras de futebol em seu curral eleitoral, com a verba do Fundef.

Não todo o dinheiro, claro: se a quadra de futebol custou 120.000, e outros 130.000 foram gastos em impostos, sobraram 350.000 para Furtado. É assim que funciona a fraternal contabilidade petista.

CONTINUA.

http://cafehistoria.ning.com/profiles/blogs/jorge-furtado-o-amaral-neto-do



Cineasta petista propõe a estatização de Maria Bethania e ataca os “brancos de São Paulo”

Jorge Furtado, diretor de cinema e TV, um dos “artistas” mais aquinhoados com as leis de “incentivo” à cultura (no post acima deste, vocês lerão, daqui a pouco), figura de destaque entre os “intelequituais” petistas, saiu em defesa do blog de Maria Bethania. Ele em vermelho; eu em azul.

A gritaria contra o blog de Maria Bethânia é uma mistura de ignorância, preconceito e mau-caratismo.
A gritaria contra a gritaria contra o blog de Maria Bethania é mistura de ignorância, preconceito e mau-caratismo.

Ignorância, porque parte de idéia absolutamente falsa de que os produtores do blog - que pretende exercer a tarefa vital de divulgar a poesia - recebeu ou vai receber este dinheiro do governo. Juro que tenho saudade do tempo em que se lia fato ou ficção, hoje o que mais há são equívocos e mentiras, que não são um nem outro. O fato é que a única coisa que os produtores do blog receberam do governo foi a autorização para se humilhar, pedindo a empresários, de porta em porta, que considerem a possibilidade de, ao invés de entregar parte de seus impostos ao governo, patrocinar, com a vantajosa exposição de suas marcas, um blog de uma extraordinária artista brasileira, blog este que tem como objetivo divulgar a poesia, não há tarefa mais nobre.
Ignorância porque parte da idéia absolutamente falsa de que renúncia fiscal não é dinheiro público. E é. Juro que tenho saudade do tempo em que autores de ficção cuidavam de ficção, deixando os fatos para aqueles que têm competência técnica para apurá-los. Se “captar” financiamento é humilhação, Furtado é, então, uma das pessoas mais “humilhadas” do Brasil, já que poderia ser considerado o rei do incentivo, como se verá no post seguinte. Tanta humilhação lhe tem rendido fama e uma vida folgada. A ignorância — na melhor das hipóteses — faz Furtado afirmar que os empresários entregam o dinheiro ao “governo”. Não! Entregam-no ao Estado para ser usado em benefício da população. O objetivo, ao menos, é esse. Haver malandro que rouba dinheiro público não perdoa o compadrio no Ministério da Cultura.

Nada garante que os produtores do blog terão sucesso em sua jornada de mendicância entre a elite empresarial brasileira, freqüentemente iletrada.
Vejam como ele cospe no prato em que come! Se bem que Furtado, um senhor esperto, diria que iletrados são apenas aqueles que não lhe dão dinheiro para seus filmes.

CONTINUA>

http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/cineasta-petista-propoe-a-estatizacao-de-maria-bethania-e-ataca-os-%E2%80%9Cbrancos-de-sao-paulo%E2%80%9D/

TAGS:"keywords"content="A gritaria contra o blog de Maria Bethânia, A gritaria contra o blog de Maria Bethânia,A gritaria contra o blog de Maria Bethânia,A gritaria contra o blog de Maria Bethânia,A gritaria contra o blog de Maria Bethânia,A gritaria contra o blog de Maria Bethânia,A gritaria contra o blog de Maria Bethânia,A gritaria contra o blog de Maria Bethânia,A gritaria contra o blog de Maria Bethânia

Um comentário:

Almanakut Brasil disse...

Manda esse safado pagar com o dinheiro dele!

Fazer graça com o dinheiro do povo, desviar dinheiro de onde é essêncial e fazer complô com Judas, é a especialidade dos ratos brasileiros!

Essa aí é forte candidata a se tornar um boneco na malhação do Judas!

ONDE O ANARCO CAPITALISMO FUNCIONOU?

TESTE SUA VELOCIDADE