Translate - Tradução

Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish

SEGUIDORES

Não perca o próximo artigo

Pesquisar Neste Blog

segunda-feira, 7 de março de 2016

Os espantalhos dos petistas enrustidos

Já vimos aqui o que define aquela turminha do “não sou petista, mas…”. Agora falaremos da estratégia deles para tentar melar a crescente pressão por punição aos corruptos petistas. A principal tática que usam é a criação de espantalhos, para que tudo fique como está, ou seja, para que a população não se mobilize com base num propósito específico e imediato, que é a saída dessa quadrilha do poder.

Esses espantalhos são vários, e o mais comum é repetir que os antipetistas imaginam que o único problema do país é o PT, que se a máfia sair do poder, tudo será perfeito. Repetem que essa gente “ingênua” imagina que sem Lula e Dilma o Brasil seria uma Suíça, que Sérgio Moro é o grande “salvador da Pátria”. Tudo besteira, claro.

Ninguém espera que o Brasil fique uma maravilha sem o PT, até porque o estrago causado pelo PT tem proporções gigantescas e levará anos até ser digerido. Tampouco alguém em sã consciência espera que um eventual governo tucano seria fantástico. E, salvo algumas exceções, nem mesmo a turma que faz campanha para Bolsonaro o enxerga mesmo como um messias salvador, e sim como alguém que, ao menos, não é corrupto nem de esquerda, o que já é muito nesse país, convenhamos.

A analogia aqui é com um cancro que destrói o organismo do doente. Esse câncer é o PT. O que fazer? Ora, quimioterapia, ou qualquer outro procedimento radical que possa eliminar a imensa ameaça à vida do organismo. Aí o petista enrustido viria com esse espantalho: “Essas pessoas acham que basta tirar o câncer que o sujeito doente terá uma saúde perfeita no dia seguinte”. Não, cara pálida! Ele “apenas” não vai mais morrer, o que já é muito!

Outra analogia: uma casa em chamas, lambendo pelo fogo que se espalha furiosamente. Aí vem o petista enrustido e diz: “Esses inocentes pensam que basta apagar o incêndio para que a casa fique em estado de perfeição, com uma decoração premiada e tudo”. Não, cafajeste, a gente sabe que apagar o fogo é somente o primeiro estágio da recuperação da casa, que levará bastante tempo, mas é uma etapa fundamental, sem a qual a casa vai pro espaço, toda ela.

O Brasil tem problemas bem maiores do que o PT. Sua cultura anticapitalista, que condena o empreendedor e o lucro. O ranço marxista dos “professores”, com sua doutrinação ideológica nas escolas e universidades. A concentração de poder e recursos no estado. O modelo político e econômico. Os sindicatos mafiosos. As ONGs engajadas que ignoram a letra N na sigla e vivem de verbas públicas. Os artistas e “intelectuais” que adoram o esquerdismo. A péssima educação, a pobreza, a saúde pública, o transporte, a infraestrutura.

Enfim, quase tudo no Brasil precisa mudar, pois estamos mais distantes do liberalismo do que Plutão da Terra. Mas, no momento, temos um câncer em nossa política, uma quadrilha disfarçada de partido que está destruindo de vez com o país, um líder populista e demagogo que se acha acima das leis, uma patota que chegou ao poder e vem corroendo nossas instituições republicanas, ou o que sobrava delas.

Tirar o PT do poder é o primeiro passo para reconstruir ou construir o Brasil republicano. Mas sem esse passo, não há salvação, pois não haverá mais nação para ser salva. Seremos como uma Venezuela, destroçada, completamente arruinada pelos socialistas. Logo, não venham falar de ingenuidade, de salvadores da Pátria, de messias, pois são todos espantalhos. Nós sabemos que o PT não é o único problema brasileiro. Ele é o maior, o mais urgente, aquele que precisa ser resolvido imediatamente, sob o risco de não termos mais chances de sonhar com o futuro se ele predominar.

É simples assim. E quem finge não perceber isso não passa de um petista, ainda que enrustido. Ou seja, a pior espécie de petista, o cínico que simula neutralidade e imparcialidade. Mas seu cinismo será alvo da próxima manifestação no dia 13 de março, em que milhões de brasileiros vão às ruas com uma meta bem específica: tirar o PT do poder!

PS: Na verdade, trata-se não só de canalhice, como de projeção. Esses petistas sonharam com a perfeição política, e acharam que o PT seria o instrumento dessa perfeição. Nos trouxeram o inferno…


POR: Rodrigo Constantino

Nenhum comentário:

ONDE O ANARCO CAPITALISMO FUNCIONOU?

TESTE SUA VELOCIDADE