Translate - Tradução

Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish

SEGUIDORES

Não perca o próximo artigo

Pesquisar Neste Blog

terça-feira, 5 de maio de 2015

40% dos porto alegrenses quer mais estado.

Uma pesquisa realizada pelo Instituto Paraná Pesquisas mostra uma preferência do porto alegrense pelo estadismo e por menos liberdade.

A mais de um ano das próximas eleições municipais, a primeira pesquisa para a disputa pela Prefeitura de Porto Alegre mostra Manuela Dávila, do PCdoB, disparada na frente, com 19,24%.
Em segundo, Luciana Genro, do PSol, que detém 11,4% das intenções de voto.

As duas candidaturas pertencem à chamada extrema esquerda. 
Tradicionalmente, dois campos ideológicos semelhantes não vão para segundo turno em cidades onde pode ser adotado esse tipo de sistema eleitoral. Ainda assim, o presidente do Instituto Paraná Pesquisas, responsável pela consulta, garante que o cenário não deve se alterar nos próximos meses.


O instituto ouviu, entre 26 e 29 de abril, 686 eleitores. Confira a lista com os candidatos abaixo:
Manuela D’ávila, PCdoB, 19,4%
Luciana Genro, PSOL, 11,4%
Vieira da Cunha, PDT,8,9%
Maria do Rosário, PT, 8,8%
Onyx Lorenzoni, DEM, 8,4%
Gugu Streit, PTB, 6%
Danrlei de Deus, PSD, 5,5%
Sebastião Melo, PMDB, 3,9%
Claudio Janta, SDD, 2,3%
Marchezan Júnior, PSDB, 2,3%
Marcel Van Hatten, 0,4%


Não sabe, 9,5%
Nenhum, 13,2%

O instituto também aplicou uma pesquisa com 1,340 gaúchos para avaliar o governo do Estado. José Ivo Sartori teve a aprovação de 54% da população.
O que defende  Manuela D’ávila e Luciana Genro?
Luciana Genro defende invasão de imóveis para moradia
Assista a entrevista aqui.

Como pensa  Luciana Genro
FONTE: Programa da campanha para presidente ver aqui.

Regulamentar o Imposto sobre Grandes Fortunas;
Revisão das Privatizações
Combater a especulação imobiliária com uma nova lei do inquilinato
Implantação de política federal de desapropriação de terrenos ociosos e destinação de terrenos da União (SPU) para habitação popular
Política de combate a despejos forçados
Limitação para a aquisição de imóveis

Lei da Casa Vazia
A quantidade de domicílios vazios nas grandes cidades é imensa e capaz de resolver grande parte do déficit habitacional que as metrópoles acumularam ao longo de anos. Boa parte desses domicílios está localizado em áreas centrais das cidades, abastecidas amplamente por sistemas de transportes públicos e por infraestrutura urbana. Portanto, associada a outras políticas habitacionais, a Lei da Casa Vazia estabelece que imóveis desocupados por mais de dois anos, que estejam comprovadamente a serviço da especulação, com dívidas com o poder público e em áreas onde há grande déficit habitacional, devem ser desapropriados a fim de transformá-los em habitação popular.

Ampliação dos concursos públicos
Democratização do sindicalismo
Redução da Jornada de Trabalho para 40 horas semanais
Segurança Pública;
Fortalecer e ampliar a política nacional de controle de armas e munições
Desmilitarização da Polícia
Combate à letalidade policial
Aplicação de penas alternativas para delitos de menor potencial ofensivo
Tudo isso visando um gradual esvaziamento das prisões.
Descriminalização e Regulamentação do uso da Maconha
Legalizar a maconha e acabar com a guerra às drogas,

O que defende  Manuela D’ávila

O QUE QUER O PARTIDO COMUNISTA DO BRASIL
O PCdoB quer um Brasil socialista, um país verdadeiramente democrático e soberano.

O Partido se rege por um Programa Político – o Programa Socialista – que precisa ser conhecido e estudado por todo militante comunista.

Um socialismo com as cores e a cara do Brasil que será construído a partir das experiências de organização e de luta do nosso povo. Um socialismo que rejeita modelos prontos, importados de outras regiões do mundo. O caminho para se alcançar esse objetivo maior consiste no delineamento e execução de um novo projeto nacional de desenvolvimento que sirva como caminho para a conquista de uma república de democracia popular, condutora da transição ao socialismo.

Militar no Partido Comunista significa atuar organizadamente com outras pessoas que objetivam a transformação revolucionária da sociedade

O socialismo ontem, hoje e amanhã será sempre a expressão da luta pela construção de uma nova sociedade, antagônica ao capitalismo.
Como o Partido avalia a atual situação de Cuba?
Em novembro de 2001, uma delegação do PCdoB fez uma visita oficial à Cuba. Nessa oportunidade, reforçou seu compromisso com a defesa da revolução cubana e com o apoio e solidariedade ao seu povo.

O PCdoB defende a reforma agrária antilatifundiária na fase de transição do capitalismo para o socialismo. Considera, contudo, que a nacionalização da terra - meio de produção fundamental - é indispensável à construção da nova sociedade.

Patrimônio de Manuela D'Ávila, do PCdoB, cresce 1200%
A deputada federal Manuela D´Ávila, do PCdoB do Rio Grande do Sul, enriqueceu – e muito. De 2010 para este ano, seu patrimônio aumentou 1200%. Saltou de R$ 14 mil para R$ 184 mil. Destaque para a sua conta poupança no Banco do Brasil, que saiu dos R$ 9 mil e chegou aos R$ 94 mil em quatro anos.

Alguém acredita que Manuela tenha patrimônio de apenas R$ 94 mil ? Só sua coleção de bolsas Louis Vuitton custa mais do que isto. VER AQUI


Nenhum comentário:

ONDE O ANARCO CAPITALISMO FUNCIONOU?

TESTE SUA VELOCIDADE