Translate - Tradução

Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish

SEGUIDORES

Não perca o próximo artigo

Pesquisar Neste Blog

quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Quanto mais socialismo. Mais impostos.

24,5% dos brasileiros desconhecem pagar impostos, aponta pesquisa
Em 2014, 73,9% afirmaram reconhecer impacto de tributos no dia a dia.
Número reflete alta de 6,1% em comparação com 2013, diz Fecomércio RJ

Um em cada 4 brasileiros desconhece pagar algum tipo de imposto. Foi que o mostrou a pesquisa nacional sobre o impacto de tarifas e tributos no Brasil de 2014, realizada pela Fecomércio RJ/Ipos, entre 17 e 31 de maio. Segundo análise divulgada nesta quinta-feira (14), 24,5% população não tem consciência da incidência de impostos no dia a dia.




 O número de brasileiros que afirmam reconhecer o impacto da tributação, no entanto, representa 73,9%. Esta é a maior parcela desde o início da série histórica da pesquisa, iniciada em 2007, segundo a Fecomércio RJ. Em comparação com 2013 (67,8%), houve uma alta de 6,1 pontos percentuais.




Deste total, 69,2% asseguraram pagar impostos municipais, como imposto predial territorial urbano (IPTU), taxas de iluminação e lixo, 55,3% afirmaram saber que pagam impostos indiretos sobre produtos e serviços e 35,1% reconheceram impostos estaduais, como o imposto sobre propriedade de veículos automotores (IPVA).

Segundo o economista da Fecomércio RJ, Christian Travassos, a pesquisa confirma que houve avanço no reconhecimento da população, “algo coerente com a formalização crescente do mercado de trabalho” e o aumento do acesso à informação.



Ainda segundo análise da entidade, dos brasileiros que responderam a pesquisa, 73,9% disseram ter alguma despesa com tributos, 92,4% informaram pagar algum tipo de impostos sobre a compra de alimentos, seguidos de 92,1% na energia, 90,7% no vestuário e 89,9% na telefonia. Na compra de combustível, o número chegou a 85,6%, contra 88,6% nos produtos de saúde, 89% nos serviços bancários e habitação, e 89,1% em higiene.


FONTE: http://tinyurl.com/phgfgnq








Progressistas, são aquelas pessoas que acham que sabem gastar o seu dinheiro melhor que você. Eles chamam pela alcunha de "JUSTIÇA SOCIAL"


Nenhum comentário:

ONDE O ANARCO CAPITALISMO FUNCIONOU?

TESTE SUA VELOCIDADE