Translate - Tradução

Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish

SEGUIDORES

Não perca o próximo artigo

Pesquisar Neste Blog

sábado, 1 de outubro de 2011

Dívida externa 2011 avança em silêncio



Dívida externa avança em silêncio

Por José Paulo Kupfer

Ainda é generalizada a ideia de que o volume de reservas internacionais é uma blindagem segura contra eventuais problemas nas contas externas. Mas essa ideia já foi mais generalizada – e isso faz sentido. A persistência de juros estratosféricos e sua contraparte cambial, a firme valorização do real, têm operado, aos poucos e por vários canais, para minar a antiga confiança.

A dívida externa está vivendo um boom. Em silêncio, meio despercebida, ela se aproxima dos US$ 300 bilhões. E vem crescendo mais rápido do que as reservas que, no momento, andam pela casa dos US$ 350 bilhões.

Nos últimos dois anos, até abril de 2011, a dívida externa cresceu mais de 40%. Detalhe: o incremento é praticamente todo devido ao setor privado – 95% do aumento são de responsabilidade de bancos e empresas privadas. No total da dívida externa, mais de três quartos são de responsabilidade privada. Em 2009, a parcela privada na dívida externa era de pouco mais de dois terços do total.

Em entrevista ao colega João Villaverde, do jornal “Valor”, na semana passada, o economista Júlio Sérgio Gomes de Almeida, hoje consultor do Instituto de Estudos do Desenvolvimento Industrial (Iedi) e coordenador de um estudo em fase de conclusão sobre o tema, chamou a atenção para a aceleração da trajetória da dívida externa. Segundo ele, no ritmo atual ela pode ultrapassar o nível de reservas.

Não é preciso lembrar que, emoldurando esse quadro preocupante, estão as taxas de juros reais mais altas do mundo, coadjuvadas pela firme valorização do real.
FONTE:





TAGS:"keywords"content=" Dívida externa 2011 avança em silêncio, Dívida externa 2011 avança em silêncio, Dívida externa 2011 avança em silêncio, Dívida externa 2011 avança em silêncio, Dívida externa 2011 avança em silêncio, Dívida externa 2011 avança em silêncio

Nenhum comentário:

ONDE O ANARCO CAPITALISMO FUNCIONOU?

TESTE SUA VELOCIDADE