Translate - Tradução

Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish

SEGUIDORES

Não perca o próximo artigo

Pesquisar Neste Blog

domingo, 10 de julho de 2011

O Sangue de Barata tem poder.




Por: Edna Simão, de O Estado de S.Paulo /BRASÍLIA

O que era para ser apenas um simples pedido de dedetização acabou se transformando em motivo de brincadeiras e algum constrangimento no Ministério das Cidades.

Na última sexta-feira (1º de julho), irritado com a invasão das baratas no gabinete, na copa e na máquina de café expresso, Hugo Hareng de Lima Quirino, assessor especial do ministro Mário Negromonte, fez uma solicitação urgente de dedetização. A redação do pedido, porém, saiu dos padrões burocráticos e tratou de relatar o comportamento asqueroso das baratas que passeiam de forma “tranquila e impune pelas coisas e pessoas, trabalhadores e visitantes”. Informou que até mesmo o ministro tem dividido com as baratas o ambiente de trabalho.

Pelo relato de Quirino, a situação era tão grave que as novas moradoras do ministério estavam fazendo ninho no interior das estações de trabalho, nos armários e nos aparelhos de telefone. “Faz-se necessário esclarecer que, não obstante serem as baratas insetos de hábitos noturnos, mais ativas à noite, quando saem do abrigo para comer, copular e botar ovos, as que por aqui transitam não têm o menor constrangimento em desenvolver suas atividades também durante o dia”, informava o pedido de dedetização.

A solicitação, por escrito e detalhando a vida das baratas no ministério, soou estranha para alguns funcionários. O pedido, dizem na administração, poderia ter sido feito com uma simples ligação telefônica. Os funcionários admitem que, de vez em quando, as baratas aparecem, mas também acham que o assessor foi exagerado.

O Ministério das Cidades foi transferido para um prédio novo, em 2009, onde são feitas rondas de limpeza duas vezes por dia, em todos os andares. O cronograma de dedetização vem sendo cumprido, e as duas últimas sessões foram em maio e junho. A nova sessão está prevista para esta sexta-feira, 8. Na quinta-feira, 7, o assessor especial do ministério, Hugo Quirino, estava viajando. Os colegas acham que as baratas são menos perigosas do que os ratos da Esplanada.

TAGS:"keywords"content=" O Sangue de Barata tem poder, O Sangue de Barata tem poder, O Sangue de Barata tem poder, O Sangue de Barata tem poder, O Sangue de Barata tem poder, O Sangue de Barata tem poder, O Sangue de Barata tem poder, O Sangue de Barata tem poder, O Sangue de Barata tem poder, O Sangue de Barata tem poder

Um comentário:

jotapeh9907 disse...

Os ratos do Planalto são, sem dúvida alguma, muito mais perigoso e nocivo do que as baratas.

ONDE O ANARCO CAPITALISMO FUNCIONOU?

TESTE SUA VELOCIDADE